seprator

Você dormia bonita…..

seprator
04julho 2018
blog_shape

Acordei de sobressalto na madrugada de domingo para segunda – e – ao abrir meus olhos assustados de um pesadelo, me deparei com o seu rosto de perfil…

Você dormia um sono profundo, figurado, absorto entre a linha tênue que separava tua quietude das suas emoções espirituais…

Senti sentimentos leves, pacíficos, atenuados, que me transmitiam uma cura imediata ao pesadelo que tive – também pudera – a possibilidade de perder você no domingo foi relativamente relevante.

Teu rosto de perfil, na penumbra do nosso quarto me remetia à divina dádiva que era estar vivo, respirando, pulsante, vibrante… Fiquei por alguns minutos desenhando levemente meus dedos na parte superior da sua testa e por um instante, enquanto escorregava meus dedos em um carinho indissociável, lágrimas escorriam pelo meu rosto.

Lágrimas de agradecimento, lágrimas de rendição, lágrimas de felicidade mescladas ao medo implacável do acidente de domingo.

Lágrimas que se traduziam entre aprendizados, sinais e aceitação por tudo que me ocorrera.

Nunca chorei em silêncio. Nunca havia sentido tamanha emoção ao presenciar a solidão de estar são – naquele momento – com a companhia turva do seu silêncio conivente com a movimentação tranquila da sua respiração.

Você dormia bonita – eu – te contemplava com olhos de ver.

Este momento durou o suficiente para eu regressar ao descanso com a segurança firme e consistente de que não teria novos pesadelos.

Me aproximei cuidadosamente de você e te abracei tão efusivamente que senti minha alma se encontrando com a sua.

Me unifiquei a você como se tivesse viajado quilômetros ao seu encontro, em uma saudade sem fim.

Atenuei minhas dores em seu carinho dormente. Repousei em teu ombro com alívio, com gratidão e com suspiros vagarosos de redenção.

Você dormia bonita, insuperável, única, irrespondível, enquanto que eu me continha conformadamente com minhas respostas.

Estar vivo ao seu lado não precisa de perguntas, por isso, sigo com minhas reticências, confabulando o nosso amor sem fim.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social

shape
Copyright © Leitura Cura 2018. Todos os direitos reservados